História CEHiM

História CEHiM

Nossa história começa em meados da década de 60 quando o Dr. Hiroshi Miyake notou que o tratamento de varizes que aprendeu em sua especialização não atendia de maneira satisfatória as necessidades de seus clientes.

 

Busca pela inovação

A partir deste momento, começou a desenvolver melhorias e sua dedicação à Flebologia rendeu vários frutos: a segurança, o conforto e os resultados estéticos eram significantemente melhores. Uma das mais importantes pesquisas do professor Hiroshi, tornou-se tema de sua tese de doutorado: ele descobriu as causas das úlceras pós-escleroterapia e indicou meios para evitá-las. Seu estudo foi publicado apenas em português e ficou fora das pesquisas mundiais durante 20 anos. Foi quando o seu filho, o Prof. Dr. Kasuo Miyake, juntamente com o flebologista americano Dr. Ted King conseguiu publicar um trabalho complementar e descritivo sobre sua tese (Phlebology 2012;27:383–389). Outra importante contribuição do Dr. Hiroshi, foi a descrição da importância da remoção das veias reticulares que se localizavam abaixo as telangiectasias; as veias nutrícias. Tal definição foi uma das bases para a criação do Score 9-1 em 2005.

Tecnologia a serviço de resultados

Kasuo Miyake terminou sua especialização na Faculdade de Medicina da USP em 1995 e iniciou seu doutorado estudando os fatores preditivos da lesão cutânea por luz utilizando termômetros infra-vermelhos. Investiu também na modernização do atendimento na Clínica Miyake. Seu doutorado naturalmente o direcionou ao ensino, iniciando cursos na Clínica Miyake ainda em 1995. Já em 1999, ao término do doutorado, assumiu toda a demanda de aulas, cursos e administração da Clínica Miyake. Kasuo já utilizava gelo ou um refrigerador por contato tanto na escleroterapia como no laser transdérmico. Em 2002, chegou ao Brasil um aparelho desenhado para fisioterapia que estava sendo utilizado por dermatologistas europeus para proteger e diminuir a dor em laser transdérmico. Depois de uma clínica de laser do cirurgião plástico Nelson Letízio, a Clínica Miyake foi a segunda a adquirir o equipamento (Cryo5) no Brasil. Na sequência foi desenvolvido um trabalho inédito utilizando o resfriador no tratamento de telangiectasias. A luz intensa pulsada (1995) e posteriormente o laser 1064nm já eram associadas a escleroterapia por glicose 75% e o uso do resfriador associado veio a aperfeiçoar o método, batizado por Kasuo anos mais tarde como CLaCS (Cryo-Laser & Cryo-Sclerotherapy).

Estudos, pesquisas e parcerias geram reconhecimento

Em 2004, um aparelho de Realidade Aumentada (RA) foi inventado pelo Prof. Herbert Zeman na Universidade do Tennessee. Este aparelho foi desenvolvido para ajudar no acesso venoso nos braços e foi eleito pela revista Time como um dos “melhores inventos de 2004”. No final de 2004, Kasuo Miyake localizou o aparelho em suas pesquisas de tecnologia e teve o insight de usá-lo para o tratamento de varizes e telangiectasias. Contatou o inventor, propondo um trabalho inédito feito na Clínica Miyake em maio de 2005; apresentado no UIP2005 e publicado na Dermatologic Surgery em 2006 (Dermatol Surg 2006;32:1033- 1040). Essa pesquisa é um marco na Flebologia Estética rendendo vários frutos como a criação do Score 9-1 por Kasuo Miyake e John Davidson (médico radiologista); uma entrevista na renomada revista The Economist em dezembro de 2007 (http://www.economist.com/node/10202623) e o grande aumento na demanda de ensino quando a empresa importadora do equipamento de RA obteve a aprovação ANVISA. Muitos cirurgiões vasculares frustravam-se ao tratar varizes por ser um método de arrancamento de vasos ou injeção dos mesmos às cegas. O protocolo desenvolvido por Kasuo Miyake envolve não somente um grande aumento na acurácia diagnóstica, mas também a foto-documentação precisa e o tratamento com técnicas modernas e que geram resultados mais previsíveis.

Disceminar conhecimento em prol da medicina

A modernização da flebologia estética tem atraído cada vez mais os profissionais vasculares e, o CEHiM tem uma estrutura sólida para apoiar a educação médica na flebologia.​ Em 2016 o CEHiM lançou o programa seja membro do CEHiM:

  • Três categorias diferenciadas
  • Incentivo ao aprimoramento da Flebologia
  • Apoio ao atendimento de pessoas que não teriam condições financeiras de obter o tratamento.

Seja um CEHiM Membership!

Participe do desenvolvimento mundial da Flebologia Estética. Conheça as categorias e seus benefícios!

Associe-se